segunda-feira, 25 de outubro de 2010

confrontos

Acho que ninguém gosta de confrontos. Há quem goste de uma boa discussão, mas isso já são outros quinhentos.
Eu não sei lidar com confrontos. Fico ali nervosa, vermelha e a probabilidade de chorar com os calores que se me sobem é demasiasiado grande. A coisa desgasta-me mesmo. Mais com umas pessoas que outras. Mais com uma situação que outra.
Estou numa fase de grandes decisões e muitos são os que me criticam, por não dar um murro na mesa e exigir algo a que, supostamente teria direito.
Se não o fizer, serei prejudicada e corro riscos de entrar com o pé esquerdo nesta nova etapa.
Ainda assim, faltam-me as forças. Ainda acredito que o confronto acabará por me prejudicar muito mais e me deixará muito mais desgastada que qualquer outra das minhas opções.
Irrito-me comigo própria por ser assim. Noutras situações, em que provavelmente já não devia, o murro não me falta. Nestas falha sempre. Falha-me a voz firme, os argumentos. Fico pequenina, pequenina. Por mais que tenha já antes pensado em todos os argumentos possiveis.
Custa-me muito, mas pura e simplesmente não consigo. E não o vou fazer.

3 comentários:

...Ju... disse...

eu prefiro evita-los! mas ultimamente tenho que aprender a lidar com eles... :/

Sara Rita disse...

a grande barreira entre o pensar e o agir, o querer e o ter!!! é normal!!! ao menos pensas e queres, alguns nem isso!!!
muito bom texto
beijinho

Cátia disse...

Ai, como eu te percebo...


Boa semana *