sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

SozinhA em casa

Passaram duas horas, desde que percebi que, afinal, não vou passar o Natal com a minha familia.
Estava a arrumar a casa e a preparar-me para fazer a mala, quando me ligou o meu pai a avisar que o voo tinha sido cancelado.
Demorei a perceber.
Começou por me dizer que tinha recebido um mail da companhia aerea, por ter sido ele a marcar a viagem e eu nem ouvi o resto. Tinha lido que eles estavam a mandar mails a pedir às pessoas que confirmassem o seu voo antes de irem para o aeroporto e achei que era só isso. Não conseguia acreditar noutra hipótese.
Demorei a assimilar. Comecei por chorar tanto que nem conseguia abrir os olhos para ler/ ver o que quer que fosse.
Acalmei-me um pouco e comecei a pesquisar todas as hipoteses. Outros voos. Para Faro, para Porto, directos e indirectos. Nada. Tudo esgotado ou cancelado.
Passadas, agora, duas horas, começo a sentir-me conformada de que vou passar aqui estes dias, sozinha.
Provavelmente, vou deitar-me às 10h e fingir que é um dia como os outros. Um fim de semana. Vou limpar a casa, talvez fazer uns crepes, um bolo ou uma coisa do género. O que for preciso para não passar o dia a chorar, nem receber mensagem de "oh que chato" despreendidas, que ainda custam mais, porque estáo tão distantes da tristeza que sinto.
Nunca me imaginei a passar um Natal longe da familia. E, apesar das noticias sobre mau tempo e voos cancelados, acreditei que só acontece aos outros.




11 comentários:

Anónimo disse...

Nunca comento blogues mas tenho de te dizer que lamento muito o que te aconteceu. Nem sequer te vou dizer que amanhã vai ser melhor e que nem vais dar conta e que até te podes divertir ou falar pelo skype. Passar o natal sozinha é horrível e amanhã ainda te vais sentir pior. No entanto tens de pensar que se estivesses num hospital seria pior. Ou se tivesses algum dos que amas num hospital. Ou se tivesses sido apanhada numa escala e tivesses de dormir num aeroporto. O que quero dizer é que sendo mau o que te aconteceu há sempre pior. Eu sei eu sei, bardamerda para isto tudo. Mas relativizar ajuda sempre um bocadinho.
Deixo-te desejando que encares este contratempo com a coragem necessária para conseguires ter um bom natal, ou pelo menos um natal sem chorares e sem bateres com a cabeça na parede. Viver longe tem destas coisas.
P.S. oferece-te amanhã um bom mimo. Qualquer coisa de que gostes muito. Sentir-te-ás melhor. Compra uma boa refeição. E vê series e pensa que este natal será só um no meio de muitos natais passados com os que mais amas. you are a brave girl and you'll manage to get over it.

Kinder disse...

Eh preciso forxa, eu tb deparei-me na mesma situação que tu e sinto-me triste pk o meu voo foi cancelado e td mais!!

N penses que és a única, tem um óptimo Natal a tua maneira bjs***

p.s desculpa a falta d acentos e td mais mas estou a habituar-me a teclado

Corvo disse...

Estranho a companhia fazer isso assim tão facilmente, ias viajar porque companhia?
Infelizmente, é nestas alturas que mais sentimos a falta de que não está perto de nós.
Clara,Tenta aproveitar para o balanço dos tempos que estas ai a passar.
Beijos e Aproveita o tempo de calmaria

Jorge disse...

Mail

Ana disse...

Apesar de tudo, espero que tenhas um Bom Natal. E pensa que, apesar de distantes, estão bem, com saúde.

Beijinhos

Claratje disse...

Crepe e bolo de chocolate parece-me bem :D
Mas compreendo que nada te posssa fazer sentir melhor...
Eu tinha sugerido aos meus amigos fazermos um natal via skype, entretanto depois de 24h de autocarro cheguei a casa...
Não te desejo um dia feliz pq sei que vai ser dificil, mas desejo um dia menos infeliz ;)

D. João disse...

não tenho sinceramente palavras.

Anónimo disse...

Tentei comentar , mas numa situação destas não há mesmo nada que possa dizer , que te faça sentir melhor .

Beijos grandes e força .

Maria

(sub)TIL disse...

Passando para desejar BOM NATAL!
Abraço dado com o coração...
Beijinhos*

ML disse...

Aconteceu o mesmo ao meu irmão... e sim também pensei que só aos outros...

:s

Beijinho...

clara disse...

Muito obrigada a todos, pelas vossas palavras de conforto.
Contribuiram, e muito, para um dia um bocadinho mais feliz!