quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Vencedora

Uma amiga, ontem, perguntou-me se eu estava, realmente, bem, aqui. Disse-me que quando me lê no blogue, fica na dúvida.
Não tinha a percepção que nas minhas palavras não se conseguisse ler o quão feliz me sinto.
Nas vésperas de aqui chegar, vacilei. Tinha medo de muitas coisas e tinha medo de estar a fugir.
Há um mês atrás não estava feliz. Nada mesmo. Habituei-me a conformar-me. Habituei-me a fingir que estava. E, às vezes, acreditava nisso. Agarrava-me às pequenas coisas e acreditava que chegavam. Só hoje consigo perceber isso.
Precisava desta mudança. Por vários motivos.
Os meus dias aqui são bem diferentes. E, provavelmente, essas coisas que me fazem feliz, são mais pequenas aindas do que essas a que me agarrava.
Tal como já escrevi, aqui, sobrevivo. Sobrevivo, porque comecei do zero. Perdi algum do meu conforto e vou conquistando um novo, dia após dia. Todos os dias, tenho que aprender algo novo. Desde uma nova palavra, ao trabalho, que é bastante diferente. Todos os dias, encontro um novo obstáculo. Nem sempre é fácil. Seria bastante mais fácil ficar e fazer aquilo que se sabe já de cor. Mas seria muito menos desafiante.
Todos os dias me deito, com um sentimento de vencedora. E não há melhor sono que esse.

4 comentários:

Anónimo disse...

São pessoas como tu que me fazem acreditar que é possível mudar de vida , apesar de todas as dificuldades que inevitavelmente possam surgir .
Para mim és mesmo uma vencedora .

Bjs , bom post !

Maria

Anónimo disse...

Se o mundo fosse assim era tao booooooommmmm! Bbb

Anónimo disse...

Se o mundo fosse assim era tao booooooommmmm! Bbb

a_secretaria_executiva disse...

foi isso que eu percebi. bj