terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Sou humana e a mais (já) não me obrigo

Eu tenho este defeito, não consigo aceitar que exista alguém que não goste de mim ou tenha uma ideia que eu considere errada.
é  um defeito, porque é impossível agradar a gregos e troianos e eu sou pessoa para, não literalmente, abanar uma pessoa, "olha que eu ate sou simpática e querida e divertida". A coisa acaba por se desgastante. Para mim, que me preocupo demasiado, para o outro, aquele que tenha que aturar esse meu (demasiado) grande esforço.
Hoje recebi um mail menos bom. Daqueles que nos faz pensar como é  possível alguém dizer-nos coisas tão feias.
Esta minha aventura, tem tido em mim um efeito depurativo para o espírito, permitindo-me eliminar todos os meus resíduos. Tenho sido tão mimada por todas aqueles que me são importantes, que mesmo ficando triste, consigo relativizar. Há uma altura em que temos que eliminar quem só nos sabe fazer  mal. Sem ter qualquer sentimento de perda.

2 comentários:

Estranha pessoa esta disse...

Coloca pontos finais.
Começa novas páginas.
Quem nos faz mal, só tem uma saída... sair do nosso caminho. PONTO. :)

P.S.: Obrigadinho pela dica de ontem ;D

Anónimo disse...

Nem acredito?! Nao des importancia sff! Bbbb