sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Margem de erro


Nem tudo o que eu escrevo deve ser levado a letra.
Ultimamente, tenho feito aqui do blogue um quase diário, com as minhas aventuras em terras da Irlanda. Por isso, o que escrevo e verdadeiro e sentido. mas a verdade e que eu sou menina para por alguma manteiga no pão. Gosto de dar mais ênfase aquilo que me parece que vai ter mais piada. Gosto de ser eloquente no que me parece mais romântico. Consigo ate ser mais agressiva nos momentos que, afinal, são só assim um bocadinho menos bons.
Gosto de entreter, de surpreender, de brincar.
A minha vida nem sempre e tão interessante como eu a pinto. Eu não sou sempre tão racional, como a escrever (alias, escrever ajuda-me a se-lo) e muito menos tenho o bom senso que, as vezes tento demonstrar.
As vezes, deito para aqui uma ou duas larachas, sobre o que me esta a chatear ou o que me esta a deslumbrar e depois de escrever, volto a base e fica, finalmente, tudo bem. Ao ponto de conseguir esquecer  que, nalgum momento, aquilo me passou pela cabeça.
Outras vezes, pego em coisas tão verdadeiras e tão simples, que e apenas por isso que tem piada.
Eu leio muitos blogues. Sempre li. E, na verdade, quero la saber se o que esta la escrito e verdadeiro ou não. Entretêm -me, surpreendem -me e, as vezes, identifico-me.
E este meu blogue, para mim, e mesmo isso, só um blogue. Como os outros, ou pelo menos, como eu vejo os outros.
Nem sempre as pessoas o compreendem e, as vezes, arrependo-me que seja tão pouco anónimo. Aqueles que me conhecem pessoalmente, indignam-se, questionam, criticam o que escrevo a aqui.
O fundo de verdade esta cá, porque eu não consigo ser assim tão criativa e, também, não consigo deixar de escrever sobre outras coisas, que não as que me vão na cabeça, mas há e sempre haverá, uma ligeira margem de erro, como em tudo na vida.
Aqueles que me conhecem, quando me leem, imaginem que e sabado a noite e que estamos numa qualquer discoteca ou bar e eu estou so, com o meu copinho, armada em piadolas.

3 comentários:

João(mais nada) disse...

Obrigado.
beijos

Fábio Paulos disse...

faz bem sonhar

Lisie disse...

por isso é que só quatro pessoas sabem do meu blog. Uma delas falo com frequencia, mas é das pessoas que lê, comenta e não fala sobre isso quando estamos os dois. os outros três raramente falo pessoalmente. Recuso-me a dar a conhecer o meu blog a pessoas com quem me dou frequentemente exactamente por essa razao. o comentar, criticar (...) .
Eu criei um blog para escrever o que me apetece, o que me vai na alma e o que sonho. Não me quero sentir limitada no que vou escrever porque estou preocupada com o que aquele e aqueloutro vão pensar. por isso deixo para vocês, pessoas da blogosfera, que não fazem a minima ideia de quem sou mas passam lá só porque sim.

Gosto muito do teu blog*