sexta-feira, 18 de março de 2011

Exercício

Vamos fazer um exercicio de imaginação.
Imaginemos que temos um problema de saúde e que precisamos muito de um médico.
E que esperamos nós desse médico? Que, coitadinho, se tenha fartado de estudar e só por isso já mereça abrir-nos o coração? Que tenha aprendido umas luzes que há uma aorta e uma não sei quantas e, por isso, já pode vir tentar curar-nos?
Opá, se calhar o homem até trabalhou ao mesmo tempo que estudava. Se calhar até já mandou muitos curriculos. Se calhar até fez um desses cursos com muitos que se vê por aí, sem conteúdo, numa privada qualquer. Oh, meu senhor, não seja por isso, abra-me já o coração e depois, logo se vê.
Coitado do senhor, qual estágio para ganhar experiência, qual especialização a contrato. Venha já curar-me do meu mal e prometo que não lhe pago a recibos verdes.
Ou será que esperamos que o senhor tenha praticado muito antes, tenha sido supervisionado antes, tenha aprendido à séria, com a mão na massa, antes vir cá mexer dentro do nosso corpo? Esperamos que tenha sido bem pago para aprender?

Qualquer entidade empregadora, vê no seu empregado, o que nós seres humanos vimos num médico.
A vida duma empresa depende do seu lucro, da sua imagem e da sua reputação. Sim, é uma questão de vida ou morte. A da empresa. E depende muitissimo dos seus empregados. E é por isso que não basta estudar. Temos que aprender, que praticar, que ser supervisionados. Nem sempre pagam para isso. Às vezes pagam a recibos verdes. Às vezes, põem-nos a tirar cafés ou fotocópias. Assim, como um médico, às vezes só tira uma temperatura ou olha para uma garganta. Alguém tem que o fazer, até chegar ao coração, fazer um bom trabalho e, por isso, ganhar um bom ordenado.

Se somos tão exigentes com o médico, vamos sê-lo também com nós próprios. E, depois, então, manifestemo-nos.



1 comentário:

Anónimo disse...

Boa visao a tua. Eu nao comparo com os medicos, prefiro pensar q a empresa é minha e act like owner.
Mas sobre medicos soube noutro dia q afinal alguns têm uma vida de merda. Ganham 1200 eur e dp de 8h de trabalho 1 x por semana ainda fazem banco de mais 8h e dp mais um dia de trabalho.
P mim sao como os professores. Nao têm margem de erro. Nós num dia mau evitamos reunioes, refugiamo-nos no mail, escolhemos uma tarefa mais leve... Os profs e os medicos nao têm estas oportunidds.
Ainda bem q escolhi esta area!
Bbbb