segunda-feira, 21 de março de 2011

Parvos somos nos


Esta e' a segunda experiência internacional que tenho e, nas duas, chego a mesma conclusão, Portugal não e' assim tão mau.
Não, como nos próprios, portugueses, o pintamos.
Queixamo-nos do transito e eu pergunto-me se já viram o transito em Madrid ou Milão..
Queixamo-nos do governo corrupto e esquecemos do Berlusconi, em Itália, que muda uma lei a cada dia, para se proteger e proteger os seus. (e re-elegemos uma Fátima felgueiras, o que devia calar-nos).
Queixamo-nos da burocracia. Quando estive em Franca, para poder tirar o passe, tinha que provar que era residente, para provar que era residente, tinha que provar que estava a estudar ou a trabalhar, para provar que estava a estudar, tinha que inscrever-me na faculdade e ir buscar um papelinho passado uns dias. E quais eram as minhas alternativas para me deslocar para tratar de todas estas coisas? Os transportes públicos para os quais não tinha passe ou a pé. Nunca fiz tantas bolhas nos pés na minha vida, como nas minhas primeiras semanas, em Franca.
Queixamo-nos do emprego. Da falta de estabilidade que temos hoje em dia. Nos outros sítios não sei, mas na Irlanda e em Inglaterra, só vejo pessoas a contrato ou através de empresas de trabalho temporário.. Nesta multinacional em que trabalho há 4 meses, vi já muita gente sair e ser substituída por outra, por apenas mais um ano. A mão de obra e' mais que necessária e, no entanto, também aqui se recorrem a esquemas para não compromissos. A única vantagem aqui, e' a que tal flexi-guranca funciona e as pessoas arranjam logo logo outro emprego. A contrato ou através de empresas de trabalho temporário. Outra vez.
No meio de tudo isto, temos ainda um clima e uma comida maravilhosos.
Não quer dizer com isto que eu concorde, que acho que não devamos mudar, mas o discurso que só em Portugal e' que acontece e que somos uns coitadinhos, recuso-me a aceitar. Reivindicar os nossos direitos,sim, mas com outro discurso, por favor. Nos nao estamos assim tao mal.


5 comentários:

João(mais nada) disse...

concordo.mesmo o sistema de ensino que dizemos assim e assado, se fossemos a França ficávamos de cabelos arrepiados!

Anónimo disse...

.. E passar a vida a criticar(nos) tb n ajuda nada! Bbbb

clara disse...

João, estudei em França e não tenho muito a comentar. Mas foram só seis meses e não sei como serà noutras faculdades...

Não é só criticar, bbbbb, é tentar que as pessoas percebam que é um sitio maravilhoso para se viver e que dá Deus nozes a quem não tem dentes. (sim, eu dava tudo para voltar. Talvez, por isso me revolte tanto esta situação de descontentamento que se vive agora. Sou suspeita).

Anónimo disse...

Nao achei q estavas a criticar, antes pelo contrario. O meu post era um reforco. Bbbbbbb

Anónimo disse...

Ah e adoro qd me chamas bbbbb