segunda-feira, 4 de abril de 2011

A Balti

Apesar de parecer repentina, a decisão de ter um cão não foi tomada de ânimo leve.
Claro que quero ter a parte boa, a companhia, as brincadeiras, mas tenho consciencia (ou já tinha) que isto nem sempre será fácil.
Uma vez encontradas possiveis alternativas à aerlingus, que é a unica companhia que faz voos directos Lisboa-Dublin e não transporta animais de estimação, não pensei duas vezes e trouxe a Balti para casa.
Estes dois primeiros dias não têm sido faceis. O desafio começou nos primeiros 5 minutos de viagem, quando a Balti, enjoada com tanta curva e contra curva, começou a vomitar.
A Balti veio directamente da ninhada, pelo que esta mudança começou por deixá-la muito infeliz e muito zangada comigo.
Hoje, segundo dia, o ódio já lhe tinha passado um bocadinho, mas continuava triste e, agora, cheiínha de medo de mim.
Esteve um dia e meio sem comer e quase sempre com o rabinho entre as pernas.
Às 18h, consegui que comesse e, a pouco e pouco, começo a notar diferenças no seu comportamento.
Pouco sai da sua cama. Assumiu esse como seu território. Mas começa já a brincar com os seus brinquedos.
Adorou um pedaço de plástico com uma corda, que me custou menos de um euro. O meu coração sente um peso um pouco menor ao vê-la contente e confortável o suficiente para brincar.
Tornou-se inseparável do senhor plástico. Expulsou todos os outros bonequinhos da sua cama, mas sem o senhor plástico, já não vive.
E eu, passei a perceber um bocadinho melhor uma mãe que acorda só porque o seu bebé perdeu uma chucha.
Com as suas voltas e mais voltas durante o sono, o senhor plástico enfia-se entre a cama e a almofada da cama e ela deixa de o ver. É uma choradeira pegada.
São 2h40 da manhã e estou acordada porque tive que ir dar à Balti o seu brinquedo. Ao aproximar-me, em vez de do habitual rabinho entre as pernas, vislumbrei um ligeiro abanar de cauda e isso valeu por tudo o resto!









6 comentários:

ême disse...

Vai gostar. E a balti parece uma sortuda :)

João(mais nada) disse...

bonita:)
são muito temperamentais. grandes amigos. fizeste uma boa opçãp-óptima decisão. apoio-te. excelente amigo e companhia.
felicidadeds pra voces.
bjs

Anónimo disse...

Ohhhhh, é tão fofinha.
O medo passa-lhe, e assim que se habituar a ti vais ter uma companheira para a vida.

Adorei o nome.

Bjs

Maria

Anónimo disse...

Ohhhhh, é tão fofinha.
O medo passa-lhe, e assim que se habituar a ti vais ter uma companheira para a vida.

Adorei o nome.

Bjs

Maria

GuroZen disse...

Go Balti! :)

Kinder disse...

Olá ando por aqui e não podia deixar de comentar este post!
Acho fantástica a ideia de teres arranjado uma amiginha para te fazer e visto que ela é a coisa mais fofa!
Todos os obstáculos entre vcs serão passados acredito que sim=)*