sábado, 28 de maio de 2011

Desculpas

Eu não gosto de desculpas. Não gosto de pedir, nem gosto que mas peçam. Em muitas vezes da minha vida, senti determinados pedidos de desculpa, como palavras sem valor. "Desculpas não se pedem, evitam-se", pensei eu muitas vezes.
É por isso que, quando erro, tenho tanta dificuldade em pedir desculpa. Penso que não tirarão dores e tenho tendencia para tentar reverter ou contornar situações. Se para os que já me conhecem, isso chega, para outros, pode formar-se uma mágoa ainda maior.
Com o tempo aprendi que tenho que dar a mão à palmatória e que todos, pelo menos, uma vez na vida, fomos injustos, brutos, intrusivos, levianos ou, simplesmente, capazes de magoar. Aprendi também que, se for sincera, a palavra "desculpa" pode significar muito mais que uma palavra.
Mais importante ainda, aprendi a usá-la. Peço desculpa.


Sem comentários: