terça-feira, 10 de maio de 2011

Note for my self


No dia em que a coisa parecer ainda mais dura, parecer que meteste os pes pelas maos, que deste um tiro no pe, lembra-te porque o fizeste.
Tinhas que tentar, que deixar-te de lamurias, de peninhas de ti propria e tentar mudar alguma coisa.
Passas a vida a criticar os que se queixam sem fazer nada. Fizeste isso para honrar esses teus principios. Encara esta como a derradeira e ultima tentativa.
E quando sentires que esta tudo a cair-te em cima, lembra-te que pode doer, pode exigir sacrificios, pode parecer muito dificil, mas ha sempre, sempre, uma forma de submergir. Ou comecar de novo, neste caso, se for preciso.
Agora, fizeste apenas o que tinhas que fazer. Poderia haver outras alternativas. Se as ha, neste momento, nao sabes. Esta foi a viavel e, durante algum tempo, a luz ao fundo do tunel.

5 comentários:

Maria disse...

" o que não nos mata, torna-nos mais fortes "

força Clara! que esta fase passe depressa, e que tragas contigo apenas o que de bom ficou .

Bjs grandes

Maria S.

...Ju... disse...

pelo que percebi, apesar do resultado não ter sido o melhor, lutaste, tentaste, tomaste uma decisão, a que te pareceu acertada.
Não correu como esperado? agora deve haver muita gente a mandar bitaites. Ri-te. Pelo menos tentaste, arregaçaste as mangas e foste à luta!
Não correu bem? pelo menos não ficaste a queixar-te impávida e serena!

Parabéns por isso!

nils disse...

Obrigado por estas palavras. Caíram no meu dia como um abraço ou um sorriso cúmplice. Foi uma nota para mim. Que guardo.

R. disse...

Pensamento positivo... isso é que interessa, e te faz encarar o dia-a-dia com outro animo.

Bora lá.

Anónimo disse...

Está tudo controlado. Fizeste o q está certo, sem conseq, apenas alivio. Bem, amiga!
Bbb