segunda-feira, 30 de maio de 2011

O plano

Os 21 dias acabaram por ser uma treta. Cumpro-os, mas isso é obrigada quem tem uma cadela com um controlo de bexiga fenomenal e um pudismo ainda maior em fazer cerrtas coisa na rua. Tenho caminhar até a miuda nao aguentar. E não pensei que paro, porque se eu paro, a gaja senta-se ou deita, o que significa que, tal como nós, aguenta melhor. Claro que não corro nem ando em passo acelerado, mas com os meus shape-ups acabo sempre por fazer uma caminhada valente.
Pelo caminho, comprei uma balança toda xpto (não tanto como a da imagem) que me dá a percentagem de gordura e de água, para além do peso, claro.
Assim, duas vezes por semana (eu sei que devia ser só uma, mas a curiosidade é maior), subo para uma balança e acabo a fazer contas de cabeca, x% de Y kg, dá.... foda-se merda caralho, nunca mais como, nunca mais como!
Finalmente, comprei um termo e passei a levar o almoço para o trabalho. Os bifes olham-me um pouco de lado, a comer sopinha morna e salada fria e nada de batatas, mas, na verdade, sabe muito bem fugir um pouco àquela comida.
Posto isto, hoje, passada uma semaninha da junção de todos estes factores (o termo só apareceu a semana passada)... EUREKA... MENOS UM, MENOS UM! quilinho.

Sem comentários: