terça-feira, 3 de maio de 2011

A pedido de várias familias

O quarto dia foi muita dificil.
A toque de nimed, cheia de dores de gargana e arrepios, nem o gorro me valeu.
A pobre de Balti também levou um massacre de 500 crianças que brincavam na rua.
Dadas estas adversidades, no quarto dia, o caminho ficou pela metade.
Acabámos, no jardim aqui de casa, a brincar ao vai buscar, aquele em que só a Balti corre e eu, bem, eu sempre exercito o musculo do adeus ao atirar-lhe a bola...
Mal ou bem, uma coisa é certa, saimos de casa e andamos. Pouco, mas andamos.
E a contagem continua.


Sem comentários: