sábado, 21 de maio de 2011

Voltas

Em adolescente, um dos meus maiores sonhos era sair de casa dos pais.
Quando finalmente, dei esse passo, um dos meus maiores terrores, era ter que voltar um dia por um motivo qualquer (suponho que financeiro).
Hoje, quando os fui deixar ao aeroporto, só me apetecia pedir-lhes que ficassem.
E esta merda deste nó na garganta, só me fez transparecer uma filha ingrata.
Tal como sempre o faço com as emoções fortes, para não mostrar o que sentia, fiquei com ar mais "despachem lá essa merda que tenho mais que fazer" que seria possivel.
Foda-se, esta merda é dificil.



2 comentários:

R. disse...

Acontece-me o mesmo quando visito os meus pais... mas não é fácil esconder as emoções...

Anónimo disse...

Eles ja te toparam ha anos, nao te preocupes. Os nossos pais tem esse dom.
Bbbbb