terça-feira, 30 de agosto de 2011

Que parva que sou

Ando a adiar uma situação inevitável, que neste caso é uma pessoa, porque tive que expressar uma opinião menos positiva da mesma.
Mesmo sabendo que fui meiguinha e podia ter dito muito pior, o facto de saber que essa pessoa passou a saber o que penso dela, impede-me de encará-la.
Algures, magoei os sentimentos dessa pessoa, mesmo não tendo dito mentira absolutamente nenhuma e só por isso, custa-me ter que olhá-la nos olhos.
E isto não é ser boazinha, não é querer agradar a gregos e troianos. É, simplesmente, cobardia.


2 comentários:

Fuschia disse...

Hum. Eu acho é que as coisas são mais feias quando ditas por terceiros do que ditas na 1ª pessoa. Independentemente do quê.

clara disse...

Este é um caso muito especifico. Houve tentativas de falar com a pessoa em questão. Tive que recorrer a terceiros.