segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

ce n'est pas malin*

Ao francium que se anda a fazer ao piso:

Eu nao falo mais frances contigo, porque as pessoas que nos costumam acompanhar nao o fazem e seria ma educacao. Talvez por isso, ainda nao tenhas percebido que entendo perfeitamente. Farias melhor figura, se nao te pusesses a chamar, entre dentes e em frances, burra ah cadela.

Alguem disse que a cadela sabia falar? Sim, ela reconhece o nome dela e nao apenas o meu tom de voz. Reage, mesmo que esteja apenas a mencionar o nome dela, em conversa com alguem, e sabe a diferenca entre ir a rua (que e’ so ir ao jardinzinho em frente de casa, sem trela) e ir passear(como nao gosta de longas distancias, esconde-se quando menciono passeio e fica louca de felicidade se so menciono rua). E dizem os entendidos que qualquer cao, memoriza ate cem palavras. E sim, eu sei que ela associa ao acontecimento que lhe segue e nao a frase construida. Apenas e so ao som. Escusas de me vir explicar pavlov, para justificar a sua falta de inteligencia ou a tua calinada.

Convites para ir ver jogos de futebol, nao me convencem. Saber quantas flexoes consegues fazer, ainda menos. A Balti poderia ter sido o caminho. Assim, ja foste.





*nao e’ esperto

1 comentário:

mimi disse...

Foi ...e muito bem!
Mimi