quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Querido Bloga-mos

(esta semana estou numa de recadinhos)

Sabes que gosto muito de ti, nunca me esqueco a forma como nos conheco e aprecio e agradeco a tua imensa proteccao.
No fundo, no fundo, e’ destas coisas que nos, gajas, gostamos, de um gajo que nos proteja, que nos faca rir e, claro, que outras tambem gostem, que foi como isto tudo comecou.
Tinha tudo para estar muito feliz com esta situacao, mas estive a ver ontem, o Sexo e a Cidade, e cheguei a conclusao que nos falta algo.
E segunda a Carrie Bradshaw, essa guru das relacoes, totalmente acertada e comparavel com a vida real, you are not that into me.
Parece que quando gosta mesmo, o gajo telefona e nao inventa desculpas. E eu bem me ponho a jeito no skype, bem olho para o telemovel -Segundo a Carrie, isso nunca resulta, um telefone nunca toca quando estamos a espera e so pode ser por isso que tu nao me ligas. Nao sabes o numero, mas se gostasses mesmo, adivinhavas – e nada. Zero, niente, rien. Nem uma chamadinha para a amostra.
Segundo a Carrie, quando um homem quer, vai. E tambem tenho passado pelo aeroporto, assim como quem nao quer a coisa e tu, vir a Irlanda, ‘ta quieto.
Temos que falar e rever esta nossa situacao. Talvez sejas como o gajo do encontro da Miranda e tenhas outras necessidades fisiologicas que atrasam a tua vinda. So pode ser isso. Por isso, fica a dica, toma um ultralevur e vai ao site da aerlingus.
Desesperada, eu? Naaaaa.... So estou a seguir as directrizes da biblia, o SATC.

3 comentários:

Anónimo disse...

E tudo o vento levou!

Bloga-mos disse...

Tens resposta no supermercado do costume, Clarinha.

Anónimo disse...

A biblia nunca falha! Bbbb