quarta-feira, 18 de abril de 2012

The way you dance

Se me perguntarem qual foi o rapaz mais interessante que conheci nos ultimos tempos, eu diria que foi o rapazinho mais feiinho daqui do escritorio.
Nunca reparei muito nele. E’ daqueles mais simpaticos, que la vao perguntando, com relativo interesse, como vao as coisas e o meu colega espanhol gosta muito dele. O verao passado foi passar ferias a Albufeira e veio de la mais vermelho que um pimento, apesar de pouco ter visto a luz do dia, que, ja se sabe, em Albufeira, sendo bife, nao ha muito tempo para essas coisas desinteressantes como fazer praia.
Nao sabia absolutamente mais nada acerca dele, senao estes detalhes e que e’ feiinho, feiinho.
Numa festa da empresa, de repente, o rapaz feiinho, feiinho, saltou para o meio da pista para fazer flexoes. Coisa tao parva esta, fazer flexoes no meio da pista, mas tao fascinante ao mesmo tempo. E flexoes com a barriga para cima?
Nao tenho palavras para descrever. So sei que continuei a observar e descobri que e’ possivel um rapaz dancar, fazendo mais que dar ah anca de copo na mao, sem parecer panasquinhas.
Qual Justin Timberlake, qual que? O rapaz feiinho quando danca, supera qualquer um em sensualidade.
E foi gracas a esse feito que acabei por descobrir que e’ um rapaz com uma conversa interessante, um estado de espirito como poucos e, mais importante, o grande atractivo de qualquer gajo, faz rir e bem.

Nao tenho grande conclusao para isto, senao aqueles cliches que as aparencias iludem, que nao sao tudo e blablabla, mas precisava mesmo de ver se desemperrava aqui o blogue, que o mais dificil e’ sempre o primeiro post.

3 comentários:

Quel* disse...

Já tinha saudades de te ler :)

clara disse...

Que bem que soube este comentário!!! :)))

Fenix disse...

Ora aí está,nunca se deve negar à partida uma ciencia que não se conhece, ou quem vê caras não vê corações, ou .... ;)