terça-feira, 7 de agosto de 2012

As férias

Dois dias antes de vir para a Portugal, baixou em mim o virus duma puta de uma constipação. É só uma constipação, nada que vos deixe em cuidados, mas devo dizer que é a maior constipação de que há memoria. Eu sou uma menina que sofre de asma e que é praticamente alérgica a Portugal. Tenho muita pena de dizer isto, mas a verdade é que tudo aquilo a que sou alérgica, são merdas às quais estou exposta em Portugal. Tipo gatos, que vivem alegremente em casa dos meus pais e têm uma verdadeira obcessão pela minha mala de viagem e as roupas lá metidas e convenceram-se que aquele é o melhor sitio para a sua sesta diária de 20 horas.
Um dos meus objectivos nesta viagem era absorver a maior quantidade de vitamina D possivel, através da exposição solar, e rodear-me de velhos e muito bons amigos. E raios os parta, divertidos. Esta junção dá azo a muita parvoíce e muita gargalhada, pouco aconselhada a quem tenha a caixa toraxica e respectivos bronquios hiper sensiveis ( ou seja lá o que lhes acontece quando lhes dá para me dificultar a vida).
Face ao exposto acima, resumidamente, tenho passado estas férias entre assoadelas, tosse de cão que morreu há 3 dias, mas ninguém o avisou, e ataques de asma.
Tirando este (muito) pequeno pormenor, posso dizer que as férias estão a correr de feição, ou não tivesse a dita vitamina D (tão escassa na minha Irlanda) essa capacidade de nos pôr a relativizar tudo e mais alguma coisa.
Portugal continua a ser um país para lá de espectacular, com ou sem crise. As pessoas são mais giras, as noites menos frias e ouve-se de quando em vez, músicas para lá de giras, como o txu e o txa, o levanta o vestidinho e mais um sem um número de pérolas inexistentes, na vida de qualquer emigrante, até Agosto.
Por aqui também se veêm calções de 10 cm, complementados por saltos de 20, em corpos bastante celuliticos, mas bronzeados. O que só por si, é já um deleite para a minha vista.
E agora, com a vossa licença, vou só ali dar uma bombada de ventilan e já cá volto.

1 comentário:

Anónimo disse...

Grande emigranta esta prinssuza me saiu!!