terça-feira, 21 de agosto de 2012

E os outros?

Se há coisa que me irrita é essa hipocrisia daqueles que fingem não se importar com o que os outros pensam.
Somos animais sociais e, por isso, todos procuramos reconhecimento e estima. Seja no trabalho, nas amizades ou no amor.
Houve um gajo que criou o facebook, esse site no qual meio mundo está viciado, porque era um nerd, com problemas sociais e com muita vontade de impressionar colegas e sacar uma chinesinha do seu agrado. Será que ele queria todo o dinheiro ganhou? Acho que nem imaginava. O gajo pegou nas suas armas, naquilo que era melhor que ninguém e criou o que pode para conseguir chamar a atenção. Casou o mês passado com outra chinesinha.
Nós podemos todos fingir que não nos importa, podemos vir para aqui escrever comentários anónimos e dizer que perde o respeito aquela que se importa. Pócaralhinho, que eu sob a capa do anonimato também me preocupo pouco. Se importa tão pouco, porquê apregoá-lo aos sete ventos?
Obviamente, não estou a fazer dieta por achar que se estiver mais magra, aquele que me partiu o coração vai gostar mais de mim. Sou uma rapariga normal, que gosta de apreço e atenção. Anormal seria não gostar. Na impossibilidade de fazer o pino, não só porque não tenho habilidade, mas também porque seria socialmente incorrecto, faço aquilo que qualquer rapariga faz. Visto A saia ou O vestido, ponho maquilhagem, faço dieta, sou educada, tento fazer rir, tento parecer (e sou) inteligente e culta.
E ainda consigo ser melhor. Admito. Não venho cá com merdas que isto é tudo muito bonito e que me estou a cagar e que podia morrer sozinha, que morria feliz.
A dieta ajuda? Ajuda. Ajuda caber na roupa toda que tenho no armário, ajuda sentir-me confortável, ajuda sentir-me bonita.
O resto são balelas.

5 comentários:

Anónimo disse...

Descobri este blog enquanto navegava na net à procura de respostas para o que se passa na minha vida que é cm quem diz: nem f... nem sai de cima! Acabei por ficar "presa" aqui a ler vários posts. A tua forma de encarar a vida é mt semelhante à minha... a diferença é que eu já tenho 2 filhas, já fui casada, já vivi junto e neste momento voltei à estaca 0... e cá estou a tentar "exorcizar" o negativismo e a vitimização que se apoderaram de mim. Mas tal cm tu tb consigo ser a Maior! E vou ser... Continua assim... Bjinhos

Anónimo disse...

Bla Bla Bla Clara Maria, a rapariga nao eh Chinesa, eh Americana!

clara disse...

E o bom que é receber comentários destes?
Isto de ter um blogue, às vezes, até vale a pena

clara disse...

Chines tanto pode ser uma raça como uma nacionalidade. Caucasiana é que a menina não é, de certeza.

Anónimo disse...

Claro que nao eh caucasiana, mas por nao o ser nao quer dizer que seja feia, ate a acho bastante bonita. Eh como as Vietnamitas e Tailandesas, ha com cada bonequinha!