segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Era uma vez

Rapariga que tinha mau dedo para escolher os seus amores. Aos bons rapazinhos mandava passear, aos que não interessava, fazia o pino, para se fazer notar.
Rapaz de boas famílias, gato-sapato nas mão de outras, interessa-se por tal rapariga.
Mostra-lhe o seu apreço, tenta-a conquistar.
Rapariga não quer. Não a atrai. É simpático, lisonjeador, cavalheiro.
Rapariga acha que lhe falta qualquer coisa. Conversa com amigas, pensa no assunto e diz "chega! Vou gostar de quem gosta de mim e me trata bem". Rapaz gato-sapato transforma-se num dos outros.
O problema não é escolher. É ser escolhida.

Sem comentários: