segunda-feira, 3 de setembro de 2012

What turns around comes around

Tenho a firme crença que "cá se fazem, cá se pagam". Desde que percebi isso, permiti-me a confiar mais nas pessoas e em mim mesma.

Sempre fui uma pessoa demasiado desconfiada, sedenta de toda a informação, com medo de perder pitada ou deixar-me enganar. Com tempo percebi que a voz da consciencia é um castigo maior que a minha voz, pensamentos, sentimentos e utópica omnisciencia. Para aqueles desprovidos da dita cuja, a tal da consciência, porque nem todos fomos educados com base nos mesmos valores, a vida encarrega-se de dar muitas voltas e impingir as suas lições.

Isto permitiu-me recostar-me e apreciar muito melhor os bons momentos.

2 comentários:

Anónimo disse...

Desculpa lah minha prinssuza, mas nao se diz: what goes around comes around? De qualquer maneira, nao queres por acaso uma gripe chata? Eh que o nariz nao para de pingar!

clara disse...

Typo