quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Pessoas que me irritam

- pessoas que acham que só posso falar de política ou de economia, se for a guru da coisa e tiver a solução para todos os problemas. Quando levo o carro ao mecânico, se ele não me resolver o problema, eu não deixo de poder reclamar de um mau serviço, pelo qual paguei, só porque não faço ideia que raio é uma vela. Os meus impostos, entre outras coisas, pagam o ordenado dos que governam. Pago por um serviço que eu própria não sei fazer e, nem por isso, deixo de ter a percepção de que estão a fazer um bom ou mau trabalho.

- pessoas que dizem a outras (a mim não, que de encalhada já não passo) que têm que ter bebés, porque já têm não sei quantos anos e depois um dia querem e depois já conseguem. Desde quando trazer uma criança ao mundo é como os saldos do freeport, "deixa-me cá levar esta blusa, que para a semana pode já não haver".

- pessoas que pragmatizam romances dos outros com requisitos mínimos. O gajo não faz e acontece? Não te manda flores todos dias, não sabe escrever ao melhor estilo Fernando Pessoa num sms, não te pede em casamento, não vive contigo, não te faz bebés, parte já para outra. E gostar de alguém com defeitos ou não? Desde quando passou a ser tão fácil apanhar um autocarro logo a seguir ao outro, com um unico destino como objectivo?

- pessoas que me tentam fazer de parva, com uma mensagem contraditória aqui, uma certeira ali.


- pessoas que acham que se eu não atender o telefone, podem passar pela minha casa para ver o que estou a fazer. Ou que podem fazer inquérito se eu não estiver em casa. Ou que não acreditam que não estava em casa, porque tinha o carro à porta. Privacidade. É bonita, eu gosto e respeito.

- pessoas que acham que depois de terem falado comigo ou depois de termos encontrado uma qualquer coisa em comum, temos que fazer tudo juntas. Vamos almoçar, vamos jantar, vamos dançar. Arre, posso respirar?

- o meu anónimo

- o arrumadinho

2 comentários:

Anónimo disse...

Ola, quem eh o arrumadinho?? O anonimo sou eu, mas entao onde anda o outro?

Anónimo disse...

ahhhh e ja agora alfacinha, diz-le porque razao eu te irrito?