domingo, 18 de novembro de 2012

Balanço

Na verdade, este blogue já me trouxe muita coisa boa. Para grande surpresa minha, já que o uso para descarregar muito disparate que me passa pela cabeça e porque nem sempre tenho cuidado com a ortografia e a gramática e saem erros que se os meus pais vissem, punham-me logo de castigo, mesmo aos 32 anos.
No meu primeiro ano de Irlanda, fiquei aqui retida no Natal. Nevou que se fartou e cancelaram os voos até dia 26. Vim ao blogue fazer um choradinho e recebi dezenas de e-mails que me acompanharam durante a consoada.
Mais tarde, criei um perfil no facebook e, por essa via, recebi um mail dum jornalista, a contar que me tirava o chapéu (confesso que nessa altura escrevia com um pouco mais cuidado, é só ir ali aos arquivos, lá em baixo e comprovar).
Às vezes, passam-me pela cabeça aquelas cenas que ninguém no seu juízo normal, às paredes, confessaria e recebo comentários ou e-mails de gente que se identifica. É tãaaaaoooo bom.
Tive uns problemas no meu primeiro ano de Irlanda e fiz disto uma página de melancolia que pouco interessaria a outros ler e o número de seguidores, que até não é grande, continuou a aumentar. Recebi mails de força, de gente que também está fora e percebia. E isso ajudou tanto, na altura que estive 6 semanas, enfiada em casa, doente.
Recebo muitos mails sobre esta coisa de emigrar. Gente descontente com a situação em Portugal e que também pensa dar o salto. E eu adoro. Gosto de passar o meu know how, de ter um pretexto para voltar a enumerar as vantagens e as desvantagens.
Ás vezes, ajuda-me a manter o sentido de humor. Momentos há em que é completamente impossível, mas, a verdade é que, muitas vezes e porque gostaria de fazer disto mais uma cena humorística que outra coisa, faço um pequeno esforço e faço o que na verdade sempre fiz, aqui ou fora de aqui, vejo a parte engraçada da coisa.
Também me trouxe coisas más, como o tuga que também estava aqui na Irlanda e que conheci através do blogue e me deixou pendurada para ir dar os beijinhos à espanhola. Momentos houve, em que também me trouxe mal entendidos. As palavras são uma coisa muito mais forte do que aquilo que, às vezes, pensamos e eu, com história do humor, das metáforas ou dos aforismos, esqueço-me um bocadinho do peso da mensagem que estou a passar.
Tenho tendência para o melodramatismo. É o meu estilo e a minha melhor e pior qualidade. Nunca pensei em mudar essa característica porque acredito que, quando estou virada para o humor, é a minha melhor arma. Se eu dissesse que tinha tido arritmias, em vez dum quase ataque cardíaco, no ginásio, que piada é que tinha?
A verdade é que, fazendo um balanço, este blogue, mesmo passando despercebido, mesmo tendo uma média pequena de visitas trouxe-me muitas coisas boas. O balanço é positivo. É para continuar.

8 comentários:

Mary Jane disse...

Claro que é para continuar, é dos meus favoritos :)

clara disse...

De certeza? Estamos a falar do mesmo blogue? ;)

Obrigada, Mary Jane.

Estudassesahah disse...

Vou seguir... :)

redonda disse...

Ainda bem que é para continuar, gosto de passar por aqui :)

Cor do Sol disse...

Imagina que posts com mais de 10 linhas já me custam a ler e os teus ainda leio, deve haver alguma coisa ai. Talvez o facto de dizeres muitas coisas que eu penso e digo na vida real. É tão bom um pouco de sarcasmo eheh

clara disse...

Obrigada a todas!

Acho que preciso duma pausa. De vez em quando dá-me para isto. Ás vezes, dura só umas horas, outras, uns dias...

clara disse...

Pronto, afinal só durou uns minutos. ;)

Ana disse...

Eu não sou lá grande comentadora, mas estou sempre por aqui e espero continuar a encontrar-te sempre por aí:)