sábado, 3 de novembro de 2012

Nada a acrescentar

A capacidade de dissertar sobre os mais diversos assuntos, depois de 3 dias em casa, em estado febril, devo dizer, é grande. Como se costuma dizer, viver para aprender e algo me diz que as minhas dissertações, neste estado, são, basicamente, ridículas. Amanhã, passa-me a febre e passa-me tudo.
De resto, estes têm sido dias deveras animados. Passado entre drogas, muitas sestas e uma cadela cuja a cauda faz um vento do caraças. Tenho acordado tipo às cinco da manhã em puro delírio. Viver sozinha e estar doente é uma grandecissima merda e nestas alturas, arrependo-me sempre de ter saído da asinha dos papás.
O facto de conhecer um farmacêutico português tem grandes vantagens, como medicação, sem receita, ao domicilio. Tem também a grande desvantagem de passar a haver alguém neste mundo que me viu com aquele que chamo o pijama da doença. Um pijama feiinho, feiinho, cor de rosa choque, mas que de tão abotoadinho, não permite uma fresta que seja para correntes de ar. Aquele pijama que à ultima hora, a minha mãe me enfiou na mala, "ai que já te esquecias do pijaminha que te ofereci". Suspiro. Pronto, hoje até deu jeito.
A cadela anda numa excitação com uma dona tão caseira e cheira-me que está achar o máximo esta coisa de nao ir à rua e ter um corredor cheio de papeis à sua disposição.
Ontem vimos o filme "o Marley e eu", enroladas num edredão e chorámos as duas. Eu, porque o cão morre no fim, ela porque ouvia ladrar e não sabia bem donde vinha aquela merda.
Hoje estamos quase a chorar as duas, porque não há nada de jeito na tv que não sejam as novelas irlandesas ou o x-factor, que é o Ídolos cá do sitio. É deprimente.
E agora, venham daí esses desejos de melhoras, que sempre animam um bocado a coisa. Um blogue também serve para isto.

4 comentários:

Unknown disse...

Estás doente, mas o post ficou engraçado :)

Vá toma os remédios nos horários.

E coragem. Isso vai passar rápido.
As curas chegam sempre aos domingos de tarde.

Maria disse...

As melhoras.

bjs

Anónimo disse...

Estar doente sem a canja da mamã é uma seca, e longe uma constipação torna-se cinco vezes mais dramática.

As melhoras.

Rita

redonda disse...

Entretanto também estive com gripe e deixei de aparecer, mas espero que agora já não sejam precisas as melhoras por já estar completamente bem.