terça-feira, 30 de abril de 2013

Este post é capaz de ser um bocado secante, é passar à frente, sff

Conhecer alguém traz-nos um mar de possibilidades. Nas primeiras semanas, em que nada é peixe, nem é a carne, são as melhores. Dizem que é o frio na barriga, o arrepio na espinha, as borboletas no estomago. A ignorancia. Não ter a certeza quem aquela pessoa é, não saber o que nos vai ser, quando começa já a ser nossa. A fantasia, a possibilidade, a oportunidade. Poder começar de novo. Poder ser melhor. Poder dar o melhor. Conhecer outro, enquanto nos vamos conhecendo a nós próprios. Poder dar a mão, um abraço, uns beijinhos. Talvez ser feliz, talvez assim-assim, talvez não.

Os primeiros momentos podem levar a muitos desfechos e, a mim, romantica incurável isso fascina-me. Vivo o momento a cem por cento e dou ali tudo de mim. Escrevo posts, mando mensagens, espero atenção. Apaixona-me a ideia de me apaixonar.

Felizmente (ou, como diria a minha avó, infelizmente) sei o quero e não quero pouco, nem poucachinho. Quero emoção, quero desejo, quero paixão. Os primeiros tempos são os melhores, porque antecedem o desfecho. Bom ou mau.

Não é fácil tomar a decisão de se ficar sozinha. Deixamos um pouco de nós a quem nos damos, deixamos um pouco dessas nossas esperanças quando nos vamos (raisparta a rima). Também vamos ter saudades, também nos tocará a solidão.

Dizem que as pessoas não surgem nas nossas vidas por acaso. Talvez. A ti, que me surgiste do nada e do nada me seguraste na mão, te agradeço. E te deixo. Deixaste-me sentir essa coisa da electricidade que só passa entre determinados corpos. Relembraste-me e libertaste-me. É isso que quero. Nem mais, nem menos.

 

10 comentários:

redonda disse...

Passar à frente nunca!
Os 1ºs dias são os melhores, mas no depois, podem haver outros dias que são os melhores, ainda ou também, ou melhores de uma forma diferente e super especial, e espero que haja muitos destes dias melhores no depois à tua espera.
um beijinho
Gábi

Miss S. disse...

Quando é alguém a valer, alguém que fica, esses dias tornam-se todos os dias. Todos diferentes, todos especiais. :)

Anónimo disse...

Olha que poeta que esta me saiu!! Vaia vaia con esta chica, ahora que mi castellano enpezaba a mejorar ya se va sin decir adios!! Como dice mi amigo de Gijon, no se puede confiar en las portuguesas!!

mimi disse...

Não vem a propósito...mas..não tens falado da tua cadelita :(

L. disse...

Eu sou como tu. Enquadro-me na tua descrição. Romântica incurável. Espero muito, quero muito. Quero mais. Algum dia há-de ser o nosso!

Mary Jane disse...

Referenciei este tal post secante no meu blog :)

clara disse...

E eu a achar que ninguém ler.
Onrigada, Mary Jane :)

Paulla disse...

adorei!! e identifico-me a 100% com o que dizes neste post :)

Brandie disse...

Acho que é isto que todos procuramos, embora eu ache que não passa de uma utopia. Infelizmente, tudo passa, no entanto, qd aquela pessoa nos diz mais, a paixão reacende-se de vez em quando. oh que pena:P

Peppy Miller disse...

perfeito em relação ao que se passou comigo..