sexta-feira, 21 de junho de 2013

Os meus amores são sempre não correspondidos

E isto é uma merda, que há coisas pelas quais eu me apaixono mesmo com muita facilidade.
Agora foi uma casa. Já tinha decidido que ia mudar de casa, lá para Setembro. Já estava escolhida. Mas de repente vi esta. Foi amor á primeira vista. Mas é no mesmo edifício do escritório. Pode parecer vantajoso, mas se fica o escritório muito acessível para mim, também fico eu muito acessível ao escritório. E sabe-se lá quem é que de lá sai  de manhãzinha...
E a casa não me quer a mim, porque tenho um cão. Já lhes expliquei que nem é bem um cão, é mais uma cena a pilhas que dorme 20h por dia. mas nas 4h que está acordada tem esse inconveniente de fazer aquilo que os cães fazem. Ladra. Não estraga nada, esta bem ensinadinha, mas gosta de ladrar, de vez em quando. É só por isso que se percebe que é cão.
Dizem os irlandeses, "caga nisso e põe lá a cadela ás escondidas". Sinto-me tentada. Nenhum amor é verdadeiro sem uma facadinha (bullshit, mas agora da-me jeito).

Sem comentários: