quinta-feira, 10 de julho de 2014

Se queres acasalar

Tem a depilação sempre em dia. Usa o corrector de olheiras. Pinta as raízes. Não uses as cuecas do fundo da gaveta. Acredita. Mostra-te segura. Sorri. Mostra-te feliz. Mostra-te mordaz. Não exijas. Espera. Não escrevas. Sê concisa. Não telefones demasiado. Ou se estás triste. Ou prestes a ter uma crise hormonal ou emocional ou esquizofrénica, porque de manhã lhe pediste um beijo e à tarde o quiseste estrangular. Conta até dez. Dorme sobre o assunto. Não sejas vulnerável ou dependente. Não mostres quem tu és ou que precisas ou o que queres. Fecha-te. Finge. Mata esse bocadinho de ti, o que não conquista. Espera que aceite o que não és ou que não descubra o que alguém definiu como não sendo aceitável. E então, sim, acasala.


Voltei. Sem melhoras, mas de volta.