segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Em qualquer lugar

O meu sitio preferido não é no Porto nem em Lisboa. Não é em Paris, nem no Rio de Janeiro. O meu sitio preferido é aquela curva, de quem vem do teu ombro e vai para a tua barba. O meu sitio preferido é onde me encaixo, onde sinto o teu cheiro, onde roço a tua barba e toco a tua pele. No meu sitio preferido, não chove, nem faz sol. Não faz frio, nem faz calor. Traz-me essa brisa entre o quentinha e o fresquinha, assim em inha, porque nos vem do peito enquanto nos arrepia. No meu sitio preferido há poemas no silencio, silencio nas palavras. O meu sitio preferido és tu em mim e eu em ti. Em qualquer lugar.

5 comentários:

Isabela disse...

Por uma acaso descobri a página no FB e fiquei fã. Partilhava com o meu perfil pessoal algumas coisas (muitas confesso) que iam aparecendo na página do blogue obviamente porque gostava, porque me revia, relia se assim se pode dizer. Um dia recebi mensagem privada de amigo a perguntar se era meu o blogue do qual tinha partilhado os textos, respondi negativamente do outro lado espantaram-se dizendo caramba mas é alguém que escreve muito parecido.
Isto tudo para quê... há uns tempos tive um outro blogue que decidi terminar e com ele um ciclo mas quando li este texto tive que o ler mais umas quantas vezes e ir procurar os meus rabiscos do antigo e de outras coisas que já escrevi e nunca coloquei aqui, pois pareciam as minhas palavras tal não é a semelhança de sentimento!!!
Fiquei deveras arrepiada com a sensação!! Encontrei uma gémea da bloguesfera!
Parabéns por blogue, gosto bastante.
;)

clara disse...

Obrigada pelo comentário, Isabela. Fiquei sem palavras...

Isabela disse...

Bem... espero que tenha ficado sem palavras no bom sentido e não no mau!
;)

clara disse...

Bom, claro :D

Marisa Nunes disse...

Amei!