segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Online dating

Não tenho nada contra este método para conhecer pessoas. Conheço algumas pessoas que iniciaram relações desta forma, mas na verdade, não me recordo, agora, de nenhuma que tenha resultado. Aliás, se conhecerem, contem-me tudo ali na caixinha de comentarios. Eunão  conheço e acho a coisa demasiado artificial. Não julgo. Sei que acaba por ser uma forma de se conhecer gente que, supostamente, se encontra com uma disponibilidade emocional idêntica.

Talvez seja eu que seja uma eterna romântica, mas, na minha opinião, conhecer alguém e sentir atracção por essa pessoa não depende apenas duma imagem, como uma foto online e uma boa conversa num chat. O nosso cerebro percepciona-o dessa forma, mas na verdade, há um conjunto de factores que influenciam a nossa percepção e a imagem que formamos das pessoas. A linguagem corporal, o cheiro, o tom de voz e, talvez, até o local e o que circunda duas pessoas, quando se conhecem, influencia a forma como a iremos ver. E isto é mágico.  E essa magia perde-se quando o conhecimento é feito a seco,através  dum computador, muito provavelmente, potenciado por uma imagem que se escolheu a dedo.

Sou solteira, mas, na verdade, estou sempre ou com alguém, ou a recuperar de alguém. Nunca tive essa sensacao de que nao consigo conhecer alguém. E também gosto dessa ideia de que as coisas, simplesmente, acontecem. Sem as procurarmos.

Os motivos pelos quais continuo solteira, prendem-se com o facto de ter tido histórias que não resultaram, ou não ser correspondia, ou, eu próprianão  corresponder, mas acredito que "it’s a numbers game" e, volta e meia, lá acontece essa grande coincidência que é gostar-se de quem gosta de nós. Que, eventualmente, pode resultar ou não.

Lá está, o meu romantismo a vir à tona, mas, pessoalmente, prefiro estar sozinha, a perder esse momento que é conhecer alguém, cara a cara e sentir essa coisa a que se chama química e nos faz sentir borboletas no estômago. Espontaneamente.

Agora, contem-me de vossa justiça.

11 comentários:

Lucy Bell disse...

Eu própria já namore anos com pessoas que conheci na net, fala-se durante uns meses, sai-se para um café e se houver química e com o convivo a coisa da-se :)

Os motivos pelo qual não deram em casamento (lol) prendem-se com formas diferentes de ver o futuro (nomeadamente do meu lado).

Mas é uma forma como outra qualquer, pois as pessoas que conheço na noite, os amigos de amigos, etc muitas vezes também não correspondem às expectativas.

Como em tudo na vida também nisto é preciso ter sorte.

Lucy Bell disse...

Eu própria já namore anos com pessoas que conheci na net, fala-se durante uns meses, sai-se para um café e se houver química e com o convivo a coisa da-se :)

Os motivos pelo qual não deram em casamento (lol) prendem-se com formas diferentes de ver o futuro (nomeadamente do meu lado).

Mas é uma forma como outra qualquer, pois as pessoas que conheço na noite, os amigos de amigos, etc muitas vezes também não correspondem às expectativas.

Como em tudo na vida também nisto é preciso ter sorte.

Suspiro disse...

Já te disse que gosto mesmo muito do que escreves!?;)

"Sou solteira, mas, na verdade, estou sempre ou com alguém, ou a recuperar de alguém."

Tal e qual!

Quanto ao tema do online, já fiz amigos, pessoas que ainda hoje falo e mantenho contacto, conhecidas pela internet em foruns e mesmo blogues. Nunca evoluiu para nada mais que isso. NUnca quis, nunca quisemos, nao sei, náo se proporcionou...
Tema giro... deve haver historias com final feliz! ;)

Mas eu gosto mesmo é do que tu escreves... :)

clara disse...

Opá, tão bom! Suspiro, you made my day :D

Lucy Bell, obrigada pela partilha. Bom conhecer o outra perspectiva ;)

Isa disse...

n vejo mal algum, fala-se virtualmente e depois encontra-se em pessoa, se o santo continuar a bater, beleza, se não continuar, adeus :)

Brandie disse...

Mas o que é isso de dar certo? É casar? É namorar 10 anos? Eu conheço casos em que as pessoas namoraram muitos anos e outras que se casaram. Acho que tem a mesma probabilidade de dar certo como as outras relações, ou seja, zero. Já estive com um namorado mais de 10 anos, que conhecia desde sempre e que se revelou muito mau caráter. Acho que vou partir para conhecer alguém online.

clara disse...

Quando falo em dar certo, falo em não relaçoes. Booty calls e one night stands, não falo no happily ever after, porque também não sei o que é.

Lu disse...

Bem vou contar o meu caso : namorei alguns anos com uma pessoa que conheci através de um blogue, mas, tal como tu, atualmente sou solteira e tal como tu, tenho estado sempre com alguém ou a recuperar de alguém (atualmente a recuperar de alguém desde junho...). Aqui há uns tempos, talvez por aborrecimento e para ver se acelerava esta fase do "luto", que é chata e dada a melancolia e a devaneios, resolvi inscrever-me num desses sites de encontros, a ver se conhecia alguém interessante...a coisa não durou 2 semanas! Os homens que lá "param" das duas uma : ou são fisicamente extremamente desinteressantes(e aqui vamos lá deixar as hipocrisias de lado, se não acharmos a pessoa minimamente engraçada não paramos no perfil dela mais de 20 segundos!)o que, tendo em conta que é suposto colocarem lá as suas melhores fotos dá o que pensar :P ou são muitíssimo, mas muitíssimo desinteressantes de personalidade/conversa/interesses. Eu não procuro propriamente uma "rock-star" cujo livro favorito seja "O Monte dos Vendavais", na realidade atualmente não procuro de todo, mas a minha pouca experiência nesse tipo de sites foi pura perda de tempo.

hierra disse...

Eu tenho exactamente a mesma ideia. Acho que na net as pessoas têm mais à vontade e dizem coisas que não diriam cara a cara mas, por outro lado, quando se encontram já falaram de tudo e mais alguma coisa mas não sabem o que dizer cara a cara. Eu não conheço casos que corressem bem, apenas conheço casos de encontros fortuitos e assim mas, concordo com quem diz que conhecer uma pessoa na noite ou noutro sítio qualquer tb pode correr mal...

C. disse...

acho que é corajoso querer conhecer alguem fora do circulo normal... mas tambem concordo ctg, tb sou mt romantica nesse sentido :p

Bruxa Mimi disse...

Eu conheci o meu marido pela Internet. Temos três filhos. Acho que o futuro da nossa relação é independente da forma como nos conhecemos.