sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Resoluções para 2015 e o ginásio


Quase chegados a Fevereiro e eu ainda nas minhas resoluções. Acrescentei mais uma. Sendo a minha grande resolução, cumprir resoluções, resolvi ir contra a maré blogosferica e tomei como resolução, desistir do ginásio. Não que eu tivesse lá posto os pés o ano passado, ou que andasse a pagar alguma mensalidade. Do que eu desisti mesmo foi dessa ideia que deveria tentar ir.

Eu odeio aquilo. Sou a pessoa mais descordenada á face da terra, tenho zero resistência, odeio suar e, sobretudo, odeio o ritual. Odeio as roupinhas que tem que ser todas xpto, odeio o vestir-me e despir-me fora do meu quarto (ou de quartos mais prazeirosos), odeio o duche, com os chinelinhos para o pé de atleta e odeio secar o cabelo num balneário.

É muito saudavelzinho, é sim senhora. Tanto como uma caminhada com a minha cadela. Ou lavar as janelas lá de casa. Ou aspirar o chão. OU bater umas claras em castelo, fora da bimby.

O exercício pode ser o que fizermos dele e não tem que ser uma obrigação, com hora marcada, num sítio específico, sem outro objectivo tangível, que mudar o corpo. Quantas pessoas conhecem que fazem o seu sacrifício duas, três vezes por semana e vêem , efectivamente resultados? Na verdade, eu conheço uma. Mas é daquelas que faz duas outrês  aulas de seguida e que adora aquilo.

Percebo quem gosta, quem consegue levar aquilo á seria, quem sinta que é um hobbie que descomprima. A mim descompri-me cozinhar. Ou ler. Ou, para mao parecer uma total couch potato, passear com a minha daquela, quando nao faz muito frio, nem neva.

Quando se odeia tanto uma coisa, não pode ser saudável. E não me chateiem!

Sem comentários: