sábado, 14 de fevereiro de 2015

O engodo (contém spoiler)

Tenho que confessar que li as famosas sombras do outro. Faço-o com muita vergonha, porque os livros são maus, em vários aspectos.
Primeiro estão mal escritos. Eu li a versão em inglês. Não sou nativa e naquilo que muitos proclamam ser uma escrita "básica", eu encontrei erros flagrantes. 
Depois porque o livro é um engodo. Auto denomina-se como soft porn e realmente as personagem andam ali que nem coelhinhos. Uma pessoa está a ler que o gajo pestanejou e já sabe que vai haver sexo. E fica ali sempre à espera do tal bdsm, que se resume a um quarto de brinquedos, umas algemas e umas chicotadas. A bamby protagonista da história chora e foge praí à terceira chicotada. A partir daí, quando achamos q a coisa vai começar a aquecer, em termos sexuais, esfria. Continua a haver sexo, mas menos kinky. O gajo apaixona-se e cura-se. Pelo meio descobre que o mal dele é umainfância  problemática e vai ao psicólogo e coiso. 
Este não é um livro sobre sexo. É um livro sobre love saves it all. O sonho de qualquer mulher. 
O livro é o engodo em que todas acreditamos. Somos desrespeitadas, mal tratadas, fazemos vontades para agradar e continuamos ali. Num misto de masoquismo e crença que o gajo só nos trata assim porque ainda não percebeu que somos a mulher da vida deles. E quando o fizer, os problemas de caractér vão ficar, ali, resolvidos. Já me aconteceu conseguir conquistar o gajo com mau caractér. A relação passou a ser séria, namoro assumido, familias envolvidas e pardais ao ninho. Também me aconteceu ao cobtrário e o mau caractér fazer de mim gato-sapato. A lição que retirei é que eu posso ser a mulher da vida de quem quer que seja, nem todos serão o homem da minha vida. Ninguém muda, seja pelo que for e eu, como companheiro, não quero um crápula. 
Quanto aos livros, não consegui acabar o terceiro. Talvez esteja errada, mas estou convencida que a história acabou com filhinhos. Que as personagens engordaram, passaram a ter que se preocupar mais com o colesterol e a educaçao das crias. Ela passou a fazer adepilação uma vez por ano. No mesmo dia em que voltaram a dar uso às algemas.  

4 comentários:

Lullaby disse...

não li os livros mas pelo que tenho lido sobre o assunto, acho q resumiste tudo muito bem ahahah
ninguém muda por ninguém, é certo, e mesmo que cometamos o erro de pedir a alguem que mude porn nós...vai chegar a uma altura em que vamos perceber que não queremos - nem devemos - ter de pedir o que quer que seja. ;)

Lullaby disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lullaby disse...

(sem querer escrevi ''porn nós''. ia eliminar o comentário mas achei ironicamente apropriado!)

clara disse...

Eu vi que era corrector ortográfico, mas achei lindo! Acho que Freud explica ;)